Escalabilidade: como ela auxilia no crescimento da sua startup?

7 minutos para ler

Um dos conteúdos que mais têm dominado o mercado moderno é o da escalabilidade. Em suma, trata-se de um conceito que tem permitido às startups desenvolverem novos negócios que rapidamente conquistam uma grande quantidade de clientes, por unir estratégias inovadoras de desenvolvimento, marketing e vendas. 

Muitas instituições têm buscado por formas de tornar seus negócios mais escaláveis ou, até mesmo, de desenvolver uma organização com essas características do zero. 

Com base nesse contexto, preparamos este post para que você entenda o que é escalabilidade e como ela auxilia no crescimento do negócio. Além disso, mostraremos algumas dicas sobre como tornar a empresa escalável. Confira agora! 

O que é escalabilidade?

Embora possa parecer uma palavra um pouco diferente, o conceito de escalabilidade é bem simples. Trata-se de um modelo de negócios ou processos que pode ser aplicado (e reproduzido) em escala, ou seja, é aplicado em diferentes contextos e/ou para diferentes tipos de clientes, o que permite que a aplicabilidade do negócio seja bem abrangente e, com isso, o negócio cresce de forma escalar. 

Para que uma organização seja considerada escalável, é necessário que seus processos apresentem três características distintas: 

  • seu modelo de negócios possa ser aplicado em diferentes contextos e/ou tipos de clientes; 
  • ter algo de valor para a companhia; 
  • ser algo que possa ser ensinado e repetido. 

Quer um exemplo básico de grandes corporações com modelos de negócios fundamentados em escalabilidade?  

Uber e Airbnb são duas plataformas computacionais cujo modelo de negócio permite que pessoas externas às empresas possam fazer o negócio crescer, visto que, o Uber cresce à medida que novas pessoas passam a aderir ao serviço de transporte particular oferecido por eles e, de igual modo, o Airbnb também à proporção que novas pessoas aderem ao modelo de aluguel de acomodações particulares. 

Quando falamos de escalabilidade, não precisamos falar apenas de tecnologia. Podemos ter como exemplo, as situações que envolvem trabalhos criativos, como o de autores de livros e músicos. A partir do desenvolvimento de um único produto, como um romance ou um álbum musical, é possível alcançar um número infinito de pessoas sem que precisem refazer o processo, o que demostra que este modelo de produto (livro ou produção de áudio) também é escalável. 

De todo modo, as ferramentas digitais e ambientes virtuais têm aberto caminho para inúmeros novos mercados passíveis de escalabilidade. Não é por coincidência que produtos como cursos online, e-books, infoprodutos e softwares têm se popularizado tanto. A replicação de conhecimento tem se mostrado um nicho de altíssima rentabilidade, e isso se deve, entre outros fatores, ao conceito de escalabilidade. 

Como a escalabilidade auxilia no desenvolvimento da empresa?

Um negócio escalável oferece uma infinidade de vantagens em comparação aos modelos tradicionais. Como dito acima, seu conceito abrange o crescimento sólido da empresa em um formato reproduzível. 

Entre os benefícios da escalabilidade, podemos citar: 

  • maior flexibilidade dos processos — por permitir a reprodução fácil e eficiente, não importa quais sejam as proporções de crescimento; 
  • aumento da produtividade — devido ao fato de descartar a necessidade de refação de etapas e processos sempre que um produto ou serviço for vendido; 
  • otimização de custos — a alta lucratividade é uma das características marcantes em negócios escaláveis, pois o processo produtivo é otimizado para que a adição de novos recursos ocorra em proporção bem menor ao crescimento do negócio; 
  • construção de valor — um negócio só pode ser considerado escalável se agregar valor aos processos; 
  • menor probabilidade de estagnação — uma empresa escalável, naturalmente, acompanha a transformação digital e a evolução do mercado, já que depende, dentre outras ferramentas e estratégias, de tecnologia para sustentar o modelo de negócios. 

Como tornar o negócio mais escalável?

Agora que você já entende o que é escalabilidade e o seu importante papel nas empresas, mostraremos algumas boas práticas e preceitos sobre como tornar o negócio mais escalável. 

Planejamento estratégico

Uma das principais estratégias para qualquer empresa que deseja alcançar a escalabilidade é identificar um setor do mercado que possua um problema relevante que não tenha solução ou que as soluções existentes sejam deficitárias, e a partir disto, criar um produto/serviço que supra essa necessidade. 

Para isso, um planejamento consistente deve ser desenvolvido e que a organização possa projetar a viabilidade do projeto, assim como levantar os custos e demais processos necessários para torná-lo realidade. 

E com estas questões, é fundamental que os gestores criem uma estratégia operacional sólida e capaz de garantir o fluxo de comercializações rápido, rentável e, é claro, sem abrir mão da qualidade. .

Realização de melhorias contínuas

A movimentação constante da instituição é um dos fatores atrelados à escalabilidade. Essa “regra” tem regido também o mercado, que é constantemente impactado pelas mudanças fomentadas pela transformação digital.

Dito isto, acompanhar o crescimento e a evolução de maneira rentável e sem perder posição competitiva, torna-se um desafio. Para superá-lo, a organização deve se submeter à uma cultura organizacional em que melhorias contínuas e ágeis sejam parte do cotidiano. 

Uso de tecnologia

Sem dúvida, a tecnologia é uma das principais ferramentas para fomentar a escalabilidade na empresa. Sistemas de gestão, por exemplo, são munidos com recursos que permitem aos colaboradores centralizarem a gestão de processos em um único ambiente digital. Ou seja, além de integrar atividades de diferentes departamentos da empresa em um espaço, os gestores podem ter uma visão mais estratégica a respeito de tudo o que acontece. 

Já, as soluções de Robotic Process Automation (RPA), têm o objetivo de trazer os benefícios da automação de processos para o negócio, isto é, tarefas que antes eram realizadas manualmente e ocupavam mão de obra e geravam custos (e impediam a escalabilidade) agora, são realizadas por sistemas inteligentes. 

A Cloud Computing, neste sentido, é uma tecnologia indispensável para tornar uma empresa escalável, já que é por meio dela que arquivos e informações podem ser armazenados e acessados de maneira ágil e segura por todos os profissionais da equipe, independentemente, da localização geográfica, que é crucial agilizar a comunicação durante a execução de qualquer processo empresarial. 

Inovação no modelo de trabalho

Por fim, uma característica marcante da escalabilidade é justamente ter a inovação como um modelo de trabalho, ou seja, apostar em novos sistemas e acompanhar as tendências tecnológicas. Por exemplo, aderir ao formato de trabalho remoto e investir em times de home office. 

Outra medida que tem sido popularmente adotada é a terceirização de frentes profissionais na empresa. Essa alternativa é muito viável para instituições que desejam aumentar a linha de produção sem abrir mão da qualidade do serviço. Mas, para isto, é importante apostar em parcerias com empresas comprometidas em entregar valor em seus serviços. 

Como você pôde conferir, o conceito de escalabilidade tende a se tornar cada vez mais comum em empresas dos mais diversos segmentos do mercado, especialmente, em nichos ligados à transformação digital. Entre as tecnologias em que ela se sustenta, a Cloud Computing é uma de suas principais bases.

Você tem alguma experiência interessante sobre a aplicação de escalabilidade no negócio que gostaria de compartilhar com a gente? Tem alguma opinião diferente do que foi abordado no conteúdo? Então deixe o seu comentário! 

Posts relacionados

Deixe um comentário