Proteção de dados na nuvem: 7 cuidados necessários

6 minutos para ler

Atualmente, as empresas estão adotando a computação em nuvem para muitos objetivos de negócios. Nesse contexto, percebemos claramente um fato: a computação em nuvem precisa de uma boa proteção de dados. A nuvem tem grande destaque devido ao seu ótimo custo-benefício, a sua acessibilidade e também sua capacidade de armazenar informações. 

Inclusive, a nuvem viabiliza o compartilhamento de arquivos e de pastas, fazendo com que ela seja uma excelente ferramenta de trabalho. O DropBox, Google Drive e o One Drive (da Microsoft) são exemplos muito conhecidos de plataformas Cloud, direcionadas para gestão de arquivos pessoais. O armazenamento de dados na nuvem traz diversas vantagens, mas exige precaução. São necessários alguns cuidados essenciais. 

Pensando nisto, falaremos sobre 7 cuidados necessários ao armazenar dados na nuvem. Acompanhe! 

1. Revise os dados armazenados

Primeiramente, identifique claramente os dados e as operações de processamento que serão encaminhados para a nuvem. Antes de planejar o uso do armazenamento em nuvem, é preciso identificar claramente os dados, as operações de processamento ou os serviços que podem ser hospedados na nuvem. 

Inclusive, é preciso revisar dados já armazenados. Para cada tipo de processamento, deve-se verificar quais tipos de dados podem ter causa, diferenciando entre: dados pessoais, dados sensíveis, dados estratégicos para a empresa e dados usados em aplicativos de negócios. 

Se apenas alguns dos dados e processamento são transferidos para a nuvem, como sistema de mensagens, é preciso certificar-se de que as operações transferidas não incluirão dados de outras operações que não foram migrados.  

Um exemplo disso é o uso de um serviço de mensagens “Cloud” em que os membros trocam informações estratégicas para a organização. Inclusive, certos tipos de dados estão sujeitos às regulamentações específicas. Portanto, é necessário verificar se os dados que podem ser transferidos para a nuvem estão sujeitos a tais obrigações e, em caso afirmativo, identificar as condições mínimas para a sua transferência.

2. Escolha o provedor do serviço cloud com sabedoria

Existem várias ofertas de serviços de Cloud no mercado que podem ser diferentes, de acordo com seus modelos de serviço e de implantação. Como cada oferta de serviço de computação em nuvem é específica, elas devem ser comparadas identificando os pontos fortes e fracos de cada uma em relação ao tipo de processamento considerado. 

É muito importante levantar feedbacks, cases e a opinião de outras empresas no momento de realizar a contratação de uma solução. Inclusive, é muito importante analisar o contrato. É essencial que a prestadora de serviços providencie ações de restauração e de recuperação de dados e desastres, objetivando ter a garantia da continuidade do seu negócio. 

Além do que, é preciso exigir o próprio plano de recuperação de dados. A empresa que fornece o serviço precisa também dar detalhes dos procedimentos de gerenciamento e monitoramento de nuvem.

3. Criptografe as informações

Outro cuidado é com relação a criptografia das informações.  

A criptografia nada mais é que o processo que torna ilegível um texto legível, para que só possa ser lido pelo usuário que tiver o código secreto ou a chave de descriptografia. Ela viabiliza a segurança para dados confidenciais. Assim, utilizando um dispositivo, ajuda a proteger os dados que você envia, recebe e armazena. 

Uma enorme quantidade de dados é gerenciada e armazenada em nuvem ou até mesmo em servidores, apresentando uma conexão constante com a web. É bastante difícil concluir qualquer tipo de negócio, sem que seus dados pessoais sejam direcionados para o sistema de computadores em rede de uma organização, por isso, é importante saber como ajudar a manter a privacidade desses dados. 

4.Conte com uma boa opção de backup

É muito importante que a empresa conte com um ótimo backup, pois é essencial para que haja sucesso no armazenamento de dados na nuvem. 

A única forma de garantir que os dados estarão disponíveis para sua empresa, até mesmo se houver ocorrência de desastres, é a realização periódica de cópias de segurança de dados relevantes. Fazer sua armazenagem de forma remota diversas vezes, independente se essa tarefa for feita por uma empresa especializada em backup gerenciado ou pelo próprio provedor de serviços cloud. 

O fato é que um backup bem executado pode fazer com que tudo volte ao normal, mesmo em ataques hacker, erros humanos e falhas de infraestrutura

5. Crie senhas fortes e inteligentes

É extremamente importante criar uma senha forte, pois ela será a principal proteção para impedir que dados sejam perdidos e contas sejam hackeadas. Para proteger seus dados na nuvem, será preciso criar senhas poderosas. Se sua empresa não atualizar e reforçar essas senhas, haverá muito mais chance de você estar utilizando senhas de acesso em que as fraudes cibernéticas podem descobrir facilmente. 

Quando uma organização fica exposta a roubos de dados que estão em nuvem, do negócio e de clientes, é um risco que a empresa precisa evitar. Você precisará criar senhas que possam driblar os métodos modernos de roubo de senhas de acesso a esses dados.

6. Use a autenticação em duas etapas

É extremamente importante ativar a autenticação de dois fatores em todas as suas contas de acesso às informações de sua empresa. A autenticação em duas etapas é uma verificação de segurança adicional, após uma entrada de senha bem-sucedida. Ela utiliza métodos aos quais apenas o usuário responsável terá acesso, como e-mail, texto, biometria (impressão digital, identificação facial) ou uma chave de segurança. 

Essa autenticação é bem mais segura do que as senhas usuais, ela viabiliza a potencialização da segurança de arquivos relevantes, especialmente os que costumam ser acessados frequentemente. Geralmente, a estratégia refere-se a enviar uma mensagem SMS de forma automática para o usuário ou um app que gera alguns códigos de acesso.   

7. Conte com boas opções de restauração e recuperação de dados

Por mais que o armazenamento na nuvem de forma específica seja um meio de salvar dados em um ambiente virtual, sem que seja preciso equipamentos físicos ou máquinas, que tenham a chance de apresentar alguns danos, não está eliminada totalmente a hipótese de perder dados e informações relevantes. 

Por esta razão, é muito importante oferecer mais tranquilidade e evitar gargalos com a integridade dos arquivos e dispor de um bom serviço que assegure que os dados contidos em computadores ou demais dispositivos de forma ágil sejam recuperados, em qualquer lugar e momento. 

Com esses cuidados fica muito mais fácil cuidar da proteção de dados de sua empresa. Lembrando que é essencial buscar serviços de confiança e avaliar se eles se adequam ao nível de proteção que seu negócio procura. 

Curtiu nosso post? Então, fala com a gente e lembre-se de seguir a nossa página no LinkedIn!

Posts relacionados

Deixe um comentário